domingo, 2 de maio de 2010

Os Barcos


Ancorado no cais da saudade,
meu coração tem vista pro mar...
Sou feito vento aninhado na vela dos barcos
a espera de uma mudança repentina das rotas...
Queria ser leme nessa tarde que cai,
por – o – sol na janela
e ir ao encontro de um amor dourado.

6 comentários:

  1. Saudade destas palavras e destes sentimentos puros.. saudades de você!
    Te amo!

    beeijos

    ResponderExcluir
  2. Resta-me aplaudir tão perfeito versejar...

    Associo-me ao teu blog desde já.

    Abraços e ótimo fim de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns! muito linda suas palavras!

    ResponderExcluir